Namore uma garota que lê – Rosemary Urquico

(Tradução e Adaptação de Gabriela Ventura)

Namore uma garota que gasta seu dinheiro em livros, em vez de roupas. Ela também tem problemas com o espaço do armário, mas é só porque tem livros demais. Namore uma garota que tem uma lista de livros que quer ler e que possui seu cartão de biblioteca desde os doze anos.

Encontre uma garota que lê. Você sabe que ela lê porque ela sempre vai ter um livro não lido na bolsa. Ela é aquela que olha amorosamente para as prateleiras da livraria, a única que surta (ainda que em silêncio) quando encontra o livro que quer. Você está vendo uma garota estranha cheirar as páginas de um livro antigo em um sebo? Essa é a leitora. Nunca resiste a cheirar as páginas, especialmente quando ficaram amarelas.

Ela é a garota que lê enquanto espera em um Café na rua. Se você espiar sua xícara, verá que a espuma do leite ainda flutua por sobre a bebida, porque ela está absorta. Perdida em um mundo criado pelo autor. Sente-se. Se quiser ela pode vê-lo de relance, porque a maior parte das garotas que leem não gostam de ser interrompidas. Pergunte se ela está gostando do livro.

Compre para ela outra xícara de café.

Diga o que realmente pensa sobre o Murakami. Descubra se ela foi além do primeiro capítulo da Irmandade. Entenda que, se ela diz que compreendeu o Ulisses de James Joyce, é só para parecer inteligente. Pergunte se ela gostaria ou gostaria de ser a Alice.

É fácil namorar uma garota que lê. Ofereça livros no aniversário dela, no Natal e em comemorações de namoro. Ofereça o dom das palavras na poesia, na música. Ofereça Neruda, Sexton Pound, cummings. Deixe que ela saiba que você entende que as palavras são amor. Entenda que ela sabe a diferença entre os livros e a realidade mas, juro por Deus, ela vai tentar fazer com que a vida se pareça um pouco como seu livro favorito. E se ela conseguir não será por sua causa.

É que ela tem que arriscar, de alguma forma.
Minta. Se ela compreender sintaxe, vai perceber a sua necessidade de mentir. Por trás das palavras existem outras coisas: motivação, valor, nuance, diálogo. E isto nunca será o fim do mundo.

Trate de desiludi-la. Porque uma garota que lê sabe que o fracasso leva sempre ao clímax. Essas garotas sabem que todas as coisas chegam ao fim. E que sempre se pode escrever uma continuação. E que você pode começar outra vez e de novo, e continuar a ser o herói. E que na vida é preciso haver um vilão ou dois.

Por que ter medo de tudo o que você não é? As garotas que leem sabem que as pessoas, tal como as personagens, evoluem. Exceto as da série Crepúsculo.

Se você encontrar uma garota que leia, é melhor mantê-la por perto. Quando encontrá-la acordada às duas da manhã, chorando e apertando um livro contra o peito, prepare uma xícara de chá e abrace-a. Você pode perdê-la por um par de horas, mas ela sempre vai voltar para você. E falará como se as personagens do livro fossem reais – até porque, durante algum tempo, são mesmo.

Você tem de se declarar a ela em um balão de ar quente. Ou durante um show de rock. Ou, casualmente, na próxima vez que ela estiver doente. Ou pelo Skype.

Você vai sorrir tanto que acabará por se perguntar por que é que o seu coração ainda não explodiu e espalhou sangue por todo o peito. Vocês escreverão a história das suas vidas, terão crianças com nomes estranhos e gostos mais estranhos ainda. Ela vai apresentar os seus filhos ao Gato do Chapéu [Cat in the Hat] e a Aslam, talvez no mesmo dia. Vão atravessar juntos os invernos de suas velhices, e ela recitará Keats, num sussurro, enquanto você sacode a neve das botas.

Namore uma garota que lê porque você merece. Merece uma garota que pode te dar a vida mais colorida que você puder imaginar. Se você só puder oferecer-lhe monotonia, horas requentadas e propostas meia-boca, então estará melhor sozinho. Mas se quiser o mundo, e outros mundos além, namore uma garota que lê.

Ou, melhor ainda, namore uma garota que escreve.

Encontramos esse texto delicioso aqui.

Dicas – Livros para Vestir

Bacana, né? A camisa com estampa de livros (inspirada no catálogo da Pelican Books) foi criada pelo pessoal da SomeShirt e tem edição limitada, assim como todas as outras criações da marca.  No site deles, você conhece mais sobre o trabalho desses apaixonados por moda e livros e, pra quem realmente gostou da ideia e quer ter uma peça dessas no guarda-roupa, eles entregam aqui no Brasil!

1º de Maio – Dia da Literatura Brasileira

Hoje, além do Dia Mundial do Trabalho, comemora-se por aqui o Dia da Literatura Brasileira. A data é uma homenagem ao romancista cearense José de Alencar, que nasceu em 1 de Maio de 1829. Alencar foi o primeiro autor a escrever uma obra que revelava o Brasil como o país realmente era, tendo o índio e o sertão como suas principais referências. Além de escrever romances, foi cronista, ensaísta, dramaturgo e atuou como advogado, jornalista, deputado e ministro da justiça. Dentre suas obras mais conhecidas estão:  ”O Guarani” (1857), “Iracema” (1854) e “Lucíola” (1862). O autor faleceu em 1877, aos 48 anos, no Rio de Janeiro.

No passado, a Lua de Papel lançou uma nova versão de “Senhora” (obra de José de Alencar, publicada em 1875). O livro foi reescrito pela jovem roteirista de TV Angélica Lopes e faz parte da coleção “Clássicos Fantásticos”.  A coleção traz ainda outros três grandes clássicos revistos com pitadas de literatura fantástica e bom humor. São eles: ”A Escrava Isaura e o Vampiro” (Bernardo Guimarães e Jovane Nunes), “O Alienista: Caçador de Mutantes” (Machado de Assis e Natalia Klein) e “Dom Casmurro e os Discos Voadores” (Machado de Assis e Lúcio Manfredi).

Confira aqui o book trailer da coleção.

Curiosidades – Chocolate Chip Cookies

Em “O Mistério do Chocolate“, a protagonista Hannah Swensen é proprietária da Cookie Jar, a simpática confeitaria da cidade de Lake Eden. Lá, Hannah prepara, entre outras guloseimas, os famosos ‘chocolate chip cookies’ – biscoitos com gotas de chocolate.

Nos Estados Unidos, os cookies são bastante tradicionais, feitos em casa por mães, avós  e tias. Apesar disso, a prática de misturar pedacinhos de chocolate a massa feita a base de farinha e manteiga é relativamente recente, só  começou a acontecer a partir de 1930.

A responsável pela “mágica” foi uma senhora chamada Ruth Wakefield, proprietária da Toll House In, uma pousada de beira de estrada, que ficava situada a meio caminho entre Boston e New Bedford, nos arredores de Whitman, Massachusetts.  Assim como Hannah Swensen, Ruth preparava para a sua clientela sobremesas impecáveis,  o que fez com que muita gente das redondezas passasse a frequentar o local.

A receita do biscoito amanteigado era uma das que Ruth mais tinha prazer em fazer, e foi graças a ela que os cookies de chocolate surgiram. São diversas as teorias que explicam como os biscoitos ganharam as gotas de chocolate, não se sabe qual é a verdadeira, mas todas afirmam que foi obra do acaso, que a Sr. Wakefield não tinha ideia do que estava prestes a criar.

Ficou vontade? Então anote a receita dos cookies de chocolate feitos pela Hannah, de “O Mistério do Chocolate“. Vale lembrar que ao final de cada capítulo do livro  há uma receita de dar água na boca.

Cookies de chocolate


Preaqueça o forno a 190 oC
Assadeira na altura média no forno
1 xícara de manteiga
1 xícara de açúcar refinado
1 xícara de açúcar mascavo
2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de sal
2 colheres (chá) de baunilha
2 ovos batidos (podem ser batidos com um garfo)
2 ½ xícaras de farinha de trigo (sem peneirar)
2 xícaras de flocos de milho esmigalhados (simplesmente esmigalhe com as mãos)
1 a 2 xícaras de gotas de chocolate
Derreta a manteiga, acrescente os açúcares e mexa. Adicione o bicarbonato de sódio, o sal, a baunilha e os ovos batidos. Misture bem. Acrescente, então, a farinha de trigo e mexa. Acrescente os flocos de milho e as gotas de chocolate e misture tudo muito bem.

Modele a massa com os dedos em bolas do tamanho de nozes e coloque-as numa forma besuntada (de manteiga) (cabem até doze numa forma tamanho padrão). Aperte-as ligeiramente com uma espátula besuntada ou com farinha de trigo.
Asse os cookies a 190 oC por oito a dez minutos. Deixe-os esfriar na forma por dois minutos, depois remova-os para um suporte aramado (o suporte é importante – faz com que fiquem torradinhos).
Rendimento: seis a oito dúzias, dependendo do tamanho do cookie.
(Esses cookies são os favoritos de Andrea desde o ginásio.)
Nota de Hannah: Se os cookies se espalharem demais na forma, reduza a temperatura para 180 oC e não os amasse antes de assar.

Primeiro Capítulo – O Mistério do Chocolate, Joanne Fluke

Tumblr do Dia – Dust Jacket Lust: Books by Their Covers

Vira e mexe, alguém nos escreve para elogiar a qualidade da capa de nossos livros. Sim, esse é um dos nossos maiores cuidados, pois, assim como vocês, também adoramos admirar a capa de um bom livro. E para começar a série “Tumblr do Dia” aqui do blog, nada melhor que o Books by Their Covers, que é uma delícia, pois reúne uma série de trabalhos incríveis – não só de capas de livros, mas também de  trabalhos artísticos inspirados em suas capas. Clique aqui para conhecer e diga para gente o que achou nos comentários.

Lançamentos – O Encontro, Richard Paul Evans

O que você faria se em um curto período sua vida você perdesse tudo, inclusive o grande amor de sua vida? Em maio, a Lua de Papel lança “O Encontro”, de Richard Paul Evans, mesmo autor de “A Promessa”. Confira aqui o book trailer do livro e aguarde mais notícias sobre esse lançamento em nosso blog!

Notícias – Michael Moore diz que documentários denunciam o que o jornalismo cala

Os filmes documentários vêm ganhando cada vez mais importância na hora de fazer denúncias e informar à opinião pública sobre fatos que o jornalismo de massa vem deixando de publicar, disse neste domingo, em Nova York, o cineasta americano Michael Moore.

— A verdade é que o jornalismo de massa deixou de fazer seu trabalho nos últimos anos — denunciou Moore em conversa com a atriz Susan Sarandon organizada pelo Festival de Cinema de Tribeca, para um auditório lotado, numa sala do sul de Manhattan.

— A falta de informação transmitida pelos meios de comunicação de massa vem fazendo dos documentários um instrumento de grande importância no momento de denunciar situações de desigualdade e episódios de corrupção — disse Moore, autor dos premiadosTiros em Columbine (2002), Fahrenheit 9/11 (2004) e Sicko S.O.S Saúde (2007), entre outros.

Moore, um declarado militante de esquerda de 58 anos natural de Michigan (norte de Estados Unidos), defendeu sua visão de um cinema militante.

— Os filmes têm que ter um ponto de vista — afirmou.

Em seu último filme Capitalismo: Uma história de amor (2009), Moore critica Wall Street, os bancos e o governo americano que, no seu entender, originou a crise econômica mundial.

Publicado originalmente em Zero Hora

Notícias – Harper Connelly irá para a TV!

O canal de tv por assinatura SyFy anunciou nesta terça-feira a compra dos direitos da série Harper Connelly Mysteries, da escritora Charlaine Harris. ‘Surpresa do Além‘ e ‘Visão do Além‘ foram os dois primeiros volumes da série publicados no Brasil pela Lua de Papel.

A série de quatro livros, lançada nos Estados Unidos em 2005, conta a história de Harper Connelly, que após ser atingida por um raio, passa a ter um dom sobrenatural: localizar o cadáver de pessoas desaparecidas e visualizar seus últimos momentos de vida. Na adaptação para a televisão, seu inseparável irmão Tolliver Connelly, une-se à ela na tentativa de encontrar uma garota desaparecida na adolescência, porém, no decorrer da trama, eles descobrem uma rede de mentiras e assassinatos na pequena cidade de Ozarkz.

Kam Miller, responsável pelo roteiro de Law and Order: SVU, já está trabalhando no piloto da série.

Fonte: Entertainment Weekly

Novidades – Blogs Parceiros

Pessoal,

Ficamos bastante honrados com a quantidade de inscrições para a primeira parceria do ano.  É animador saber que tanta gente vem dedicando parte do seu tempo criando sites de incentivo à leitura, como são os sites literários mantidos por muitos de vocês. Também fomos surpreendidos com a qualidade da maioria dos blogs, mas, infelizmente, não foram todos que puderam ser escolhidos.  Agradecemos, sinceramente, a participação de cada um.

Aos novos parceiros, sejam bem-vindos! Vocês estão livres para criar conosco, criticar, elogiar, dar “pitaco”, sugestões e gostaríamos de relembrar: queremos que a parceria seja uma via de duas mãos.  Abaixo, segue a relação dos nossos novos parceiros:

Abrigo Literário
Altamente Ácido
Amigo do Livro
Blog Feed your Head
Book Petit
BookAddict
Bookaholic
Burn Book
Cine Masmorra
Cinema de Buteco
Clube do Livro – Pernambuco
Coolture News
Dear Book
Dicas da Gi
Doce Encanto
Drafts da Nica
Drunk Culture
Empório dos Livros
Entrando Numa Fria
Entre Livros e Personagens
Escuta Essa
Estante Seletiva
Estante Vertical
Eu Fases
Eu leio, eu conto
Fallen In Me
Fascinada por Histórias
Fotos e Livros
Fracky.com.br
Fútil mas Inteligente
Garota Eclética
Gossinp
Guardiã da Meia Noite
Hangover at 16
Hey Evellyn!
House of Chick
iCult Generation
Inteiramente Diva
It Cultura
Julia Cedro de Oliveira
Just Livros
Leia Literatura
Leitor Cabuloso
Leitora Fashion
Leitura entre Amigas
Leituras & Devaneios
Leituras & Fofurasc
Leituras da Paty
Lendo & Comentando.
Lendo nas Entrelinhas
Ler e Almejar
Ler e se Aventurar
Letras de Chá
Li Um Livro
Literatsi
Literatura de Cabeça
Livros & Citações
Livros & Fuxicos
Livros em Pauta
Macchiato
Meine Liege
Menina da Bahia
Meu Jardim de Livros
Minha Vida por um Livro
Minhas Insignificantes Observações
Mix Literario
Muito Pouco Crítica
Mulher gosta de falar
Murmúrios Pessoais
My Book Lit
My Dear Library
My Literary Life
Na Parede do Quarto
Na Toca com a Coruja
Nerd-Connection
Ninhada Literária
No Universo da Literatura
O Livreiro Maluco
Páginas Encantadas
Palavras que me Distraem
Parafraseando Livros
Pausa Para um Café
pontoLIVRO
Portal Ju Lund
Psychobooks
Rock in Press
Smell Like Old Books
Sociedade das Leitoras
Teen’s Books
The Booking Books
This Adorable Thing
Tourner la Page
TriBooks
Uma Janela Secreta
Up Sagas
Up! Brasil
Who’s Thanny?

Posts (RSS) | Comentários (RSS)