As chaves da Perseverança no Programa do Jô

O Padre Juarez de Castro esteve no Programa do Jô no último dia 23 de junho, falando sobre o seu livro - As chaves da Perseverança – lançamento da Lua de Papel.

Confiram esta excelente entrevista:

Na mídia – Baixe o preview do livro Visão do Além

Novo livro da criadora de True Blood chega ao Brasil antes de virar série de TV de Oliver Stone

A editora Lua de Papel enviou com exclusividade ao Omelete um preview de Harper Connelly Mysterys – Visão do Além, novo livro de Charlaine Harris, autora da série de livros que inspirou o seriado True Blood. Clique no link abaixo para baixar:

O livro será lançado no final do mês de julho e os direitos de adaptação já foram comprados pela CBS e serão transformadas em série com direção de Oliver Stone, prevista para estrear em 2012 nos Estados Unidos.

Fonte: Omelete

Lista de Parcerias – Lua de Papel – 2º semestre/2011

Como noticiamos anteriormente, a Lua de Papel acaba de fechar uma nova lista de parceiros para o segundo semestre de 2011. Foram escolhidos 30 blogs entre os que já eram parceiros e novos candidatos para estarem ao nosso lado nesta nova etapa.

Nos focamos não em número de seguidores, mas sim em qualidade do blog, trabalho e dedicação em divulgar a literatura. Mais do que ganhar livros, cada blog que está aqui se mostrou dedicado em trazer o melhor ao leitor nacional, com qualidade e dedicação.

Peço aos que não forem escolhidos, que não fiquem chateados, mas sim que nos ajudem a fazer o melhor para a o leitor brasileiro. Em janeiro de 2012 abriremos novas parcerias e espero que vocês estejam entre os próximos.

Aos que foram selecionados, entraremos em contatos com vocês para explicar a política de parcerias, ok? Assim que receberem o e-mail com as regras, vocês terão 24h para confirmar a sua participação na parceria. Espero que todos cumpram com os prazos.

Os blogs que não cumprirem as regras nos próximos 60 dias após aceitarem os termos de parceria, serão automaticamente substituídos.

Seguem os nomes dos blogs! Aos que começam hoje, sejam bem-vindos à Lua de Papel. Se você já vem acompanhando a nossa jornada como parceiros, parabéns pela sua dedicação!

Minha vida por um livro / Através da Névoa / Bookaholic / Coolture News / Guardiã da Meia Noite / Leituras e Fofuras / UP! Brasil / Leituras  e devaneios / Nerds Leitores / NickFont / Cantinho da Jú  / Eu leio eu conto / Nanie´s World / Bokeando /       Fotos e Livros  /Lendo e Comendo /Leitor Cabuloso / Confissões Literárias  / Primeira Página  / Tinta Pink  / Sonho de Reflexão  / Toalete feminino  / Leia 1 livro / Livros em Pauta  / Meu Jardim de Livros  / World Behind my Wall  / Biblioteca FSAB  / As meninas que leem livros  / Taty Books  / Uma janela secreta.

Harper Connelly já tem data de lançamento no Brasil

O 1º volume da série Harper Connelly Mysteries, da aclamada escritora Charlaine Harris, autora da série de livros que inspirou o seriado True Blood, já tem data de lançamento aqui no Brasil pela Lua de Papel. O nome do livro será Harper Connelly Mysteries – Visão do Além e estará nas livrarias no final do mês de julho.

A série conta a história de Harper Conelly, uma jovem de 24 anos que tem o dom de sentir os mortos. Ela transforma o seu talento em trabalho: encontrar cadáveres de pessoas desaparecidas em troca de somas razoáveis. Com a capacidade de sentir onde o corpo foi enterrado e de reviver os últimos momentos de vítima, ela é chamada quando os casos atingem alta complexidade.

Aguardem que em breve traremos maiores novidades.

A contratação e o trabalho de um ghost writer

Confiram a nova coluna de nosso editor Pedro Almeida no PublishNews.
A atividade de um editor é bastante variada e até hoje imensa parte do que se realiza é aprendido na prática. Em minha experiência, muitas vezes tive de realizar tarefas sem mesmo saber como elas poderiam funcionar na prática e sei que há bastante curiosidade sobre o assunto. Para mostrar um pouco do que fazemos no dia a dia, tenho usado nesta coluna alguns exemplos tirados de filmes. O assunto de hoje é a figura do Ghost Writer, o escritor invisível. Como se contrata e como o trabalho deve ser realizado? O que funciona? É melhor partir de entrevistas com o autor? Iniciar o trabalho baseado num texto do autor e completar com entrevistas? O que se deve evitar? Como agir numa negociação de um contrato? Qual é a medida da participação do ghost e do autor? Como mediar essa relação para que se tenha o que se deseja e evitar conflitos? Enfim, são inúmeras questões, e por isso indico o recente filme do Polansky.
O ghost writer é uma figura pouco conhecida, porque é melhor que seja anônima, de modo a dar ao autor que assina o livro um talento extra, pois além de ser um profissional reconhecido em sua área (o que lhe favorece chegar aos leitores), nós esperamos que tenha um texto magnífico. No mundo real isso raramente acontece, e é aí que entra em campo esta entidade – um escritor profissional que põe em ordem as ideias do autor, extrai dele o texto que falta e completa de modo lógico as lacunas não resolvidas. Sim, escrever livros profissionalmente é um trabalho, e mais árduo ainda porque tem de parecer que foi mesmo escrito por quem irá assinar e defender o texto publicamente.
No filme de Polansky, o ghost é o personagem central e também é tratado com reconhecimento de seus pares. Nos EUA e Europa é normal encontrar livros em que eles aparecem na capa, em segundo plano ou sob o texto “com colaboração”, “em depoimento a”, e afins… Se passarem a observar mais agora, vocês poderão se lembrar de vários livros escritos por ghosts, inclusive nacionais.
O filme mostra detalhes da escolha e contratação de um ghost via agente literário e também como funciona o trabalho do ghost para um livro de memórias, no caso, do ex-primeiro ministro da Inglaterra (fictício), Adam Lang (Pierce Bronsnan), que está sendoa cusado de prender e torturar, até levar à morte suspeitos de terrorismo, e tem toda a imprensa e ex-aliados contra si. Esse é o cenário em que o novo ghost (Ewan Mcgregor) começa a trabalhar. Ele é chamado depois que seu antecessor, amigo de Lang, fora encontrado morto na praia, com suspeitas de suicídio. A editora que o contrata pertence ao grupo Random House. O escritor então é levado para um local reservado nos EUA, uma espécie de escritório da editora localizado numa ilha – um lugar retirado de modo a garantir a segurança do texto escrito por Lang.
Sobre este original escrito pelo autor é que nosso ghost terá de partir para escrever a história, mas o que ele encontra provoca sono e estupefação: texto piegas, chato, cabotino, recheado de egocentrismos e autoelogio sob um verniz de estadismo. Então ele sabe que o trabalho será duro, e tem apenas um mês para fazê-lo. Mas o problema são as lacunas, as informações que não batem, o desejo do autor de pintar o melhor quadro de si, algo que o ghost não poderia compactuar (pois, lembrem, ainda que os leitores possam não saber que foi ele quem escreveu, já que assinou um contrato de confidencialidade, as pessoas da área saberão). Então, de escritor fantasma ele acaba por se transformar numa espécie de investigador… E é onde tudo fica mais emocionante. Mas é um filme para ser visto, então trago aqui o momento da contratação: Veja o trecho do vídeo.
Alguns detalhes para observar no filme:
• A negociação entre ghost, agente e assessores do politico.
Reparem na reunião dentro da Random House, no momento em que o ghost é perguntado em que ele poderia contribuir com o livro e ele responde que “NADA!”…
• Percebam nos detalhes da conversa como ele cria a relação de confiança com os contratantes e o que o credencia para o trabalho. Marketing pessoal, confiança, disposição, conhecimento da matéria…
• Destaque ao cuidado com o qual o original é tratado na ilha.
• E o símbolo da frase: “Ghost writers não são convidados para festas de lançamento. Somos uma vergonha como uma amante num casamento”, do ghost writer, respondendo a uma conhecida na festa de lançamento do livro que escreveu, mas para a qual não foi convidado.
Este é um filme para ver e rever. Sempre que revejo percebo mais detalhes, ora sobre o roteiro, ora sobre o cuidado ao apresentar a atividade editorial ali.
Bom, espero que gostem, mandem notícias em meu blog. Indicações são bem-vindas. Tenho três filmes para comentar, mas prefiro fazer surpresa depois do feriado. Até a próxima edição!
Fonte – PublishNews

As chaves da perseverança na Livraria Curitiba

Na última quarta-feira, a Livraria Curitiba do Shopping Aricanduva de São Paulo recebeu  o  lançamento do livro As chaves da perseverança do Padre Juarez de castro.

Como sempre, o autor esbanjou simpatia e paz entre os convidados e tirou foto com cada pessoa que esteve no evento.

As chaves da perseverança no Shopping Aricanduva

Posts (RSS) | Comentários (RSS)