Promoção Biblioteca Lua de Papel

A Lua de Papel sempre tenta trazer para vocês as novidades do mercado e os livros que vocês gostam.

Então porque não aproveitar um dia especial como o Dia Nacional do Livro (29 de outubro) e fazer uma promoção para vocês?

Para participar basta ser seguidores da Lua de Papel no Twitter (@luadepapel_bra) e darem RT na seguinte frase:

#Promoção 5000 seguidores da @luadepapel_bra – Esta coleção eu mereço! - http://migre.me/1QHf5

Quando atingirmos 5000 seguidores, sorteamos uma Biblioteca Lua de Papel, isto é o ganhador receberá um exemplar de cada dos 30 livros publicados pela Lua de Papel neste 1 ano de Brasil.

Imagina você ter o catálogo todo da Lua de Papel? Não vai ser demais?!

E para isso não ficar devagar demais, vamos 1 mês de prazo, ok? Ou seja temos até o dia 29 de novembro para fazer o twitter da Lua ficar com 5000 seguidores!

Mas sei que como vocês são ótimos nisso podemos até terminar a promoção antes!

Boa sorte para todos!

Um pouco de História – Dia Nacional do Livro

Todas estas comemorações sobre o dia do livro, mas ninguém explicou porque comemoramos nesta data o prazer de viajar pelo mundo incomparável da leitura. O dia 29 de outubro foi escolhido para ser o “Dia Nacional do Livro” por ser a data de aniversário da fundação da Biblioteca Nacional, hoje considerada pela UNESCO uma das 10 maiores bibliotecas do mundo (hoje conta com aproximadamente 9 milhões de itens).

Ela nasceu com a chegada da família imperial no Brasil, quando a pedido de Dom João VI,  um acervo de 60 mil peças entre livros, manuscritos, mapas , moedas, medalhas, entre outros, vindos do  Real Biblioteca Portuguesa.

Tudo primeiramente foi guardado numa das salas do Hospital do Convento da Ordem Terceira do Carmo, na Rua Direita, hoje Rua Primeiro de Março, no Rio de Janeiro, que era a antiga capital imperial.

Até quem em  29 de outubro de 1810,  o Príncipe determina que no lugar que serviu de catacumba aos religiosos do Carmo seja construída a Real Biblioteca e instrumentos de física e matemática. A data de 29 de outubro de 1810 é considerada oficialmente como a da fundação da Real Biblioteca que, no entanto, só foi aberta ao público em 1814.

Quando, em 1821, a Família Real regressou a Portugal, D. João VI levou de volta grande parte daquele acervo. Depois da proclamação da independência, a Biblioteca Real passa a ser Brasileira em um acordo entre Brasil e Portugal em 29 de agosto de 1825.

Nada melhor que comemorar o dia Brasileiro do Livro no aniversário de um dos nossos maiores patrimônios da Cultura, não acham?

foi inicialmente acomodado numa das salas do Hospital do Convento da Ordem Terceira do Carmo, na Rua Direita, hoje Rua Primeiro de Março. A 29 de outubro de 1810, decreto do Príncipe Regente determina que no lugar que serviu de catacumba aos religiosos do Carmo se erija e acomode a Real Biblioteca e instrumentos de física e matemática, fazendo-se à custa da Fazenda Real toda a despesa conducente ao arranjo e manutenção do referido estabelecimento. A data de 29 de outubro de 1810 é considerada oficialmente como a da fundação da Real Biblioteca que, no entanto, só foi franqueada ao público em 1814.

Quando, em 1821, a Família Real regressou a Portugal, D. João VI levou de volta grande parte dos manuscritos do acervo. Depois da proclamação da independência, a aquisição da Biblioteca Real pelo Brasil foi regulada mediante a Convenção Adicional ao Tratado de Paz e Amizade celebrado entre o Brasil e Portugal, em 29 de agosto de 1825.

Mais sucessos de Geneen Roth em 2011!

A mais famosa autora sobre o relacionamento entre as mulheres e comida que conhecemos, Geneen Roth, autora do sucesso Mulheres, Comida & Deus estará com mais dois lançamentos aqui no Brasil programadaos para 2011 sob o selo Lua de Papel.

Breaking free  from emotional eating ensina a dar um basta a sua compulsão emocional pela comida, usando técnicas simples desenvolvidas com sucesso nos seminários organizados pela autora. Já em When Food is Love, considerado seu livro mais intimista, ela demonstra o quanto a compulsão alimentar substitui a intimidade física e emocional nas pessoas, através de sua dolorosa experiência pessoal.

Os dois livros ainda não tem título definido em português.

Na mídia – Alienígenas, zumbis e bruxas povoam os clássicos da Literatura

Vão se revirar no túmulo os imortais.

Os adoradores de Machado de Assis.

Seu romance “Dom Casmurro” (1899) acaba de ser invadido por objetos voadores não identificados. A Capitu é de outro planeta. Veio de espaçonave.

Ave! Quem diria? Finalmente está aí a explicação para aqueles olhos de ressaca. Tão oblíquos e dissimulados. Eta danado!

E sabe o que fizeram com o conto do “O Alienista” (1882)? Virou “O Alienígena”, digamos assim. Ou até melhor dizendo “O Alienado”.

Se alguns livros são obrigatórios e chatos, caro leitor, que tal meter alguns androides e mutantes onde não foram chamados?

Foi o que mandou fazer esta série Clássicos Fantásticos. A Editora Lua de Papel chamou 4 roteiristas de TV para imaginar, por exemplo,  uma “Escrava Isaura” (1875) ás voltas com um Leôncio Vampiro! Muito mais divertido!

E aquela “Senhora” (1875) enfadonha de José de Alencar? Virou feiticeira. Melhor receita não há. Tudo no mesmo caldeirão. Amor – e sucesso – garantidos.

A ideia veio de fora. Lá – entre outras – a obra prima de Jane Auten – “Orgulho e Preconceito” (1813) , ganhou a companhia de zumbis.

Nada contra. Ora, ora. O jovem começa lendo “Crepúsculo” de Stephenie Meyer. Daí para “Memórias Póstumas de Brás Cubas” (1881) é um salto.

Eis, pois, a esperança desta simpática e bem intencionada coleção. Vade Retro não. Aleluia!

Não posso dizer que os livros não sejam engraçados. “Isaura” é, de longe, a mais hilária. Não posso dizer que os autores convidados não tem traquejo, que não se divertiram, que não levaram a proposta à sério. A piada pode render frutos. Sobretudo na conta bancária. Qual o problema? Encaretei?

Será que de repente virei um leitor do século 19? Putz! Longe disso.

Entenda amigo, amiga, o meu cansaço.

É que bateu saudade enquanto eu relia (às avessas) estas histórias que fizeram a minha cabeça, tomaram a minha alma. Adolescente, faz tempo.

Lembro: no escuro do meu quarto, ainda no Recife, com medo de que o alienista doutor Simão Bacamarte me fizesse de cobaia, morador do hospício.

Amarelava só de pensar que existia gente tão fria como o Leôncio,  criatura criada em 1875, por Bernardo Guimarães. E ressuscitada na TV, no ano de 1977, em assustadora interpretação do ator Rubens de Falco (1931-2008). De arrepiar!

Sei não… Bruxo por bruxo, ainda prefiro o do Cosme Velho. Original, atual… E sempre a mão!

Fonte – Marcelino Freire – Folha de São Paulo

Novo livro de Kotler é da Lua de Papel

A Lua de Papel acaba de acertar com Philip Kotler a publicação de Succeeding at innovation: the abcde process, ainda inédito em inglês. A obra do expert em marketing está sendo escrita em parceria com o espanhol Fernando Trías de Bes, também autor de diversos livros na área. Segundo Kotler, há muitas obras sobre produtos e tendências ou sobre os cases de sucesso das grandes empresas. Mas o que não existe é um livro sobre os princípios voltados para os gestores das empresas. E foi por isso que ele resolveu se dedicar a mais esse projeto que pretende, de acordo com os autores, ser a bíblia da inovação. Entendendo inovação como “a reinvenção dos processos do negócio e a criação de novos mercados que atendam às necessidades ainda inexploradas dos consumidores e também a seleção e execução de boas ideias para levá-las ao mercado em tempo recorde”. O lançamento será em 2011.

Fonte – Publish News

Lua de Papel realiza Oficinas Infantis na Saraiva

Para divulgar os livros SÓ PARA GAROTOS  e SÓ PARA GAROTAS e iniciar a relação com nossos novos e pequenos leitores, estamos realizando oficinas de brincadeiras em algumas lojas da LIVRARIA SARAIVA

Read more »

Jacob Petry no Brasil

O autor do nosso famoso sucesso O óbvio que ignoramos fará uma visita ao Brasil. Ele chega dia 28 de outubro em São Paulo e fará parte de várias palestras e eventos.  Vejam a lista dos lugares já confirmados:

28 de outubro

Santa Casa de Misericórdia

Guaratinguetá –SP

Horário: 15h

Auditório da ACEG

Guaratinguetá – SP

Horário: 20h

31 de Outubro

Sala Oeste do Santander Cultural

Porto Alegre – RS

Feira do livro de Porto Alegre

03 de Novembro

URI – CAMPUS SANTO ÂNGELO

Santo Ângelo – RS

Horário: 21 h

08 de Novembro

PUC – PR

Auditório do Teatro Tristão de Arial

Curitiba – PR

Horário: 20h 30min

Evento fechado para alunos, professores e colaboradores da PUCPR

09  de Novembro

TEATRO PAULO AUTRAN

Shopping Novo Batel

Curitiba – PR

Ouça também a entrevista do …

Ouça também a entrevista do autor Marcos Silvestre sobre este sucesso da @luadepapel_brahttp://migre.me/1GePU

“12 meses para enriquecer” – Saiba tudo sobre este grande sucesso!

O livro de Marcos Silvestre propõe o “plano da virada” para organizar as finanças pessoais e elevar  a QUALIDADE DE VIDA. O autor  é um  experiente economista que atua há mais de 20 anos como educador e consultor financeiro e neste livro ele não oferece dicas, mas sim lições concretas sobre gerenciamento do dinheiro que, no prazo de um ano, vão mudar a relação do leitor com sua renda e seus rendimentos, levando-o a um novo padrão econômico.

Com uma linguagem franca e direta, Marcos Silvestre desvenda os termos úteis para compreender a dinâmica do jogo financeiro, ao qual estamos todos submetidos. Mesmo sem ser um investidor da Bolsa de Valores, as regras do mercado financeiro orientam até ações simples como comprar um eletrodoméstico a prazo ou emprestar dinheiro a um amigo. Para Silvestre, o mundo se divide em dois grupos: os que lucram com juros e os que pagam juros – ele ensina como participar do primeiro grupo e evitar o segundo a todo custo.

“12 meses para enriquecer” oferece a oportunidade de uma verdadeira reeducação financeira. O Plano da Virada estende-se por 12 meses, tempo razoável para modificar hábitos financeiros negativos e adquirir uma nova mentalidade. Diversos aspectos presentes na economia doméstica são abordados, como compra de imóvel; escolha de investimentos; tipos de financiamento; extinção das dívidas; multiplicação do dinheiro ganho. Para auxiliar a execução do Plano, o livro traz um CD com cinco Calculadoras Financeiras – que simplifica o cálculo do orçamento pessoal e familiar, facilitando as decisões a serem tomadas no caminho do enriquecimento.

Marcos Silvestre foca seus ensinamentos em três áreas de preocupação e ação: gastos, investimentos e dívidas. Dedica capítulos inteiros a discussão de investimentos dinâmicos, gastos econômicos e dívidas prudentes, ajudando tanto aqueles que se encontram “no vermelho”, como os que buscam aprimorar as finanças, obtendo rendimentos mais lucrativos a partir de seus ganhos. Tudo isso sem sacrifícios dramáticos ou ações de alto risco, mas com um planejamento cuidadoso e consistente, com o objetivo de ampliar a qualidade de vida do leitor.

Conheça mais sobre o autor

O Prof. Marcos Silvestre é Economista com MBA em Finanças e Controladoria pela Universidade de São Paulo. Há duas décadas atua como educador e planejador financeiro especializado. Idealizou na UNICAMP o PROF® Programa de Reeducação e Orientação Financeira, metodologia de educação financeira especialmente desenvolvida para a realidade das famílias brasileiras. Fundador da SOBREDinheiro® Sociedade Brasileira de Estudos Sobre Dinheiro, é articulista e autor de guias utilitários, sendo um dos curadores editoriais da Editora LEYA Lua de Papel Brasil. Apresenta do Na Ponta do Lápis na Bandnews FM Rede Nacional. Empreende o Projeto Tesoureiros do Reino®, iniciativa de ação voluntária em educação financeira solidária. Diretor da SILVESTRE Educacional, realiza seu trabalho com a missão de levar soluções simples e práticas para os desafios das famílias brasileiras e seus negócios próprios.

Venham participar do lançamento hoje na Saraiva MegaStore do Shopping Ibirapuera. Encontro vocês lá!

Depois de Frankfurt …

Depois de falarmos sobre uma das maiores feiras mundiais do universo editorial, nada melhor do que trazer para o Blog da Lua as novidades deste universo. Por isso, mal esperamos o nosso editor Pedro Almeida chegar e já pedimos para ele nos contar como é adquirir estes títulos para vocês.

Como funcionam as aquisições dos direitos de um livro em uma feira internacional?

Recebemos resumos com alguma antecedência. Pedimos o material para avaliar, que pode ser o arquivo digital do livro, um capítulo ou um resumo. De acordo com o tema e autor, fazemos uma proposta para edita-lo.  Se aceita, os termos da proposta vão balizar este contrato e mesmo sem ele assinado, a troca de correspondências já funciona como acordo fechado e podemos começar a trabalhar na edição do livro.

Quais são as melhores feiras nesta área mundialmente?

A principal é Frankfurt; depois a Feira de Londres, seguido pela Feira de infanto-juvenis de Bologna e a de Nova York.

O que chama a atenção na aquisição de novas obras?

Antes de tudo o livro precisa ser sobre um assunto/tema pertinente à linha editorial que publico. Depois vejo se ele se destaca pela qualidade, forma etc, dentre os demais já publicados no Brasil.  E procuro ouvir o burburinho nacional e internacional sobre o assunto, a fim de entender se ele tem possibilidades mais concretas de grande êxito.


O que esta chamando a atenção do universo literário lá fora?

O Brasil tem aparecido como mercado cada vez mais promissor, o que nos torna parceiros interessantes. Hoje está havendo um boom de séries juvenis e propostas de livros utilizando novas tecnologias.


Qual é a parte mais complicada de trazer um livro para o Brasil?

Do processo de contratar e traduzir não há grandes dificuldades. As que existem são quando a obra original é publicada num idioma diferente de inglês, como alemão, francês, espanhol ou italiano. Encontrar tradutores em idiomas diferentes desses é bastante complicado.

Posts (RSS) | Comentários (RSS)